segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Resenha "Os Jogos da Fome - Livro I"

“Num futuro pós-apocalíptico, surge das cinzas do que foi a América do Norte Panem, uma nova nação governada por um regime totalitário que a partir da megalópole, Capitol, governa os doze Distritos com mão de ferro. Todos os Distritos estão obrigados a enviar anualmente dois adolescentes para participar nos Jogos da Fome - um espectáculo sangrento de combates mortais cujo lema é «matar ou morrer». No final, apenas um destes jovens escapará com vida… Katniss Everdeen é uma adolescente de dezasseis anos que se oferece para substituir a irmã mais nova nos Jogos, um acto de extrema coragem… Conseguirá Katniss conservar a sua vida e a sua humanidade? Um enredo surpreendente e personagens inesquecíveis elevam este romance de estreia da trilogia Os Jogos da Fome às mais altas esferas da ficção científica.”


Logo nas primeiras páginas, a autora deixou-me intrigada, mostrando uma nova nação que se ergueu depois de várias guerras e motins. “Jogos da Fome” deixam marcas no leitor, o livro faz-nos pensar em tudo, no passado, no presente e no futuro. Um livro que nos mostra o lado mais obscuro e tenebroso do ser humano, sedento de sangue e de morte, mas que mesmo nos tempos mais sombrios há sempre uma réstia de esperança que nos deve manter em pé e ultrapassar todos os obstáculos da vida. O livro acaba por ser uma critica às pessoas que têm tudo e não são capazes de dar algo àqueles que mais necessitam, mostrando que o mundo é governado por gananciosos.

A personagem principal, Katniss, é uma verdadeira sobrevivente, uma prova viva de que também existem heroínas, uma figura forte que só tem a certeza de amar uma pessoa, a sua irmã Prim. Sobre a personagem principal masculina, Peeta, acaba por ser uma personagem mistério, o leitor não consegue saber exatamente os seus sentimentos por Kat, se tudo é real ou não passa de um jogo.

A temática da obra é intrigante e a história criada é arrebatadora. Quanto menos se espera, o fluxo da história altera-se. Tudo no livro é bem real, o sangue, as mortes, a fome e a pobreza dos distritos, nada é censurado pela autora, ela expõe tudo ao leitor e por causa disto, algumas pessoas podem sentir-se desconfortáveis com a leitura, mas para mim este foi um dos aspectos positivos que mais me cativou, a realidade que é empregado no livro. Tem ação, aventura e uma pitada de romance!


“- Tu não consegues esquecer o rosto da pessoa que foi a tua última esperança” (Katniss)


“Bem, é melhor aprenderes depressa. Tens tanto charme quanto uma lesma morta.” (Haymitch)

O livro foi adaptado cinematográfica em 2012, dirigido por Gary Ross e estrelado por Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson e Liam Hemsworth. Já está confirmado a adaptação no cinema do Livro II, intitulado “Em Chamas”.



.

Reacções:

0 Rabiscos:

Enviar um comentário