segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Resenha - Tesouros Escondidos de Nora Roberts


Dora Conroy tem uma pequena loja de antiguidades e, num leilão de arte, compra um quadro que é muito mais do que parece. Depois há o novo inquilino do apartamento por cima da sua loja, Jed Skimmerhorn, um ex-polícia que tem tanto de rude quanto de charmoso. Mas é ele quem a salva quando a loja é assaltada e Dora descobre que os outros compradores do mesmo leilão estão a ser assassinados.
Juntando forças com Dora para descobrir quem está por detrás dos roubos e das mortes, Jed é atraído para a vida agitada de Dora e para o dia-a-dia da sua família excêntrica mas imensamente calorosa. Quem ainda tem dúvidas sobre o talento de Nora Roberts para encantar e conquistar os tops de vendas, só tem de escolher um sofá confortável e descobrir estes Tesouros Escondidos.

Este foi o primeiro livro que li da famosa escritora Nora Roberts. Fiquei deliciada com ela. Li quatro livros seguidos dela, inclusive este, e não vou parar por aqui. 

A ação desta história vai se centrar na relação entre Dora Conroy, proprietária de uma loja de antiguidades, e Jed Skimmerhorn, um ex-polícia. Os seus caminhos cruzam-se quando Jed ao tentar romper ligações com o seu passado, decide alugar um apartamento a Dora, cuja alegria e força interior serão um grande apoio. Vai-se então desenvolvendo uma relação de amor-ódio que apaixona o leitor. Porém, a intriga da história não se vai limitar apenas às peripécias amorosas destes dois protagonistas. Nora Roberts acrescenta uma boa dose de suspense, investigação policial e mistério, envolvendo um roubo de um quadro que Dora angaria num leilão. O leitor sabe que por onde o quadro passa deixa um rasto de morte até que chega a protagonista e que, durante a história, irá apavorá-la. Um aspecto interessante é que durante todo o livro estamos em contacto com o chefe da quadrilha, sabendo todos os seus passos e manobras para reconquistar o quadro, decisões essas que nos surpreendem sempre.

Um livro de suspense romântico que apresenta personagens complexas e bem estruturadas, descrições sem exageros nem excessivos cuidados literários, que conseguem invocar às nossas emoções e sentidos, transmitindo a quem está a ler imagens tão realistas que parece que estamos a presenciá-las e a contemplá-las. A escrita é fluída, bem organizada e elaborada, tornando a leitura viciante, e por muitas vezes, é difícil parar.

Tesouros Escondidos agarra o leitor por completo e de tal forma até à última página e enfeitiça os corações mais românticos.


Reacções:

1 Rabiscos: