sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Resenha: A pousada no fim do rio de Nora Roberts



“Olivia MacBride e os seus pais eram a típica família de sonho de Hollywood, não lhes faltando fama, fortuna e amor. Até à noite em que Olivia, de quatro anos, acorda e encontra a mãe brutalmente assassinada aos pés do pai. Nesse momento, a vida de Olivia mudará para sempre. Acolhida pelos avós num recanto resguardado pela Natureza, Olivia aprende a enterrar bem fundo o passado. Determinada a proteger-se de memórias dolorosas, cresce limitando a sua vida às florestas verdejantes e à Pousada do Fim do Rio. Mas quando aparece Noah Brady, a jovem terá de se esforçar muito para resistir à atracção que sente por ele. Infelizmente, o futuro é caprichoso e Noah trai a confiança de Olivia. Apesar de ele nunca desistir de a ajudar a lidar com os traumas do passado, poderá a jovem voltar a confiar em Noah? Mais: o pai de Olivia é liberto da prisão e parece que há segredos terríveis a descobrir sobre aquela fatídica noite”



E vem aí mais uma resenha de um romance de Nora Roberts. Sim, é verdade… Ela conquistou-me! E já ali tenho “Luzes do Norte” há espera de ser lido!

LER AS PRIMEIRAS PÁGINAS - CLIQUE AQUI

Falando sobre o livro “A Pousada no Fim do Rio” este apresenta-nos Olivia MacBride, filha de dois astros de Hollywood, Julie e Sam Tanner. Esta menina podia dizer que tinha uma vida perfeita, mas a inocência da sua infância foi-lhe tirada quando ela acorda durante a noite e encontra a mãe brutalmente assassinada deitada no sofá escritório, com o seu pai ao lado do corpo com uma tesoura ensanguentada na mão. Olivia foge e esconde-se no seu armário agarrada ao seu peluche preferido até que o polícia Frank a encontra. Sam acaba por ser acusado do homicídio da sua esposa, mas o pai de Olivia não se lembra exactamente do que aconteceu porque estava sob o efeito de drogas. Perante este desastre, a menina vai viver com os seus avós maternos na Pousada do Fim do Rio. Eles, junto com Olivia, tentam a todo custo enterrar o passado e a tragédia que abalou toda a família, em meio a muito verde e ar fresco e o assassinato de Julie acaba por se tornar um tabu no seio daquela família. 

O leitor acompanha o crescimento de Olivia e a sua paixão pela natureza. Tudo corre como planeado até que Noah, filho do policia Frank, vai até ao encontro da jovem na universidade com o objetivo de ter algumas informações sobre a noite do homicídio de Julie para escrever um livro, já que a sua profissão é de jornalista. O problema é que no momento em que Noah coloca os olhos em Olivia é despertado dentro de si um enorme desejo e paixão, sentimentos esses que também brotam em Olivia, mas quando esta descobre que ele pretende desenterrar o passado que ela tenta tanto esquecer, a jovem fecha-lhe o coração e expulsa-o da sua vida.

Mas Noah é um rapaz persistente e passado alguns anos, Olivia já está formada e trabalha na Pousada dos avós como guia-turística e na administração, o jovem aluga um quarto na Pousada durante umas semanas com dois objetivos: conquistar Olivia e escrever de uma vez por todas o seu desejado livro. Ele tenta ajudá-la a exorcizar os fantasmas de seu passado, mas a rapariga parece irredutível, ainda mais quando recebe a notícia que o seu pai acabou de deixar a prisão. 

O livro traz-nos vários assuntos que são bastante problemáticos tais como: as drogas, a necessidade de controlo, possessão, mais precisamente na relação de Julie e Sam, pais de Olivia. Esta história também nos ensina que nem tudo o que parece é, e que muitas vezes as pessoas que nos são mais próximas e queridas são as que mais nos magoam e que são capazes de atos e ações inexplicáveis. Temos bastante contacto com a Natureza ao longo do livro e notasse que houve uma certa pesquisa e trabalho da escritora.

Não sei é impressão minha ou talvez de já ter lido tantos romances da Nora Roberts seguidos, mas dá a sensação que a base dos livros dela é sempre a mesma, ou seja, há sempre um casal envolvido, um crime ou algo do género, problemas familiares ou pessoais, e cria uma história. São características comuns que encontrei em todos os livros que li. Nunca li nenhum livro do seu pseudónimo: J.D Robb. Talvez aí o conteúdo e a base das suas histórias mude completamente.

Como já disse nalgumas resenhas, mas volto a repetir, adoro o facto da autora não se concentrar apenas no casal principal. É nos possível conhecer o íntimo de várias personagens além de Olivia e Noah, tal como Julie (que é personagem que está bastante presente no livro apesar de morrer logo no ínicio), Sam, os pais de Julie, o que permite que o leitor não se sinta sufocado. 

Um livro surpreendente que nos ensina que as pessoas que nos são importantes, mesmo depois de já serem uma estrelinha no céu, estão sempre presentes, um livro que nos mostra que mesmo a maior dor do mundo pode ser suportada e vencida se tivermos apoio e muito amor. Realmente um livro surpreendente, desde a primeira até à última página.


Reacções:

7 Rabiscos:

  1. Este foi o que menos gostei da NR :(

    A Série Mortal é brutal *-* Tens de experimentar ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De facto também foi o que demorei mais a ler dela porque foi o que menos me cativou. A Série Mortal é com o seu pseudónimo certo? Já ouvi falar mas ainda não tive oportunidade de ler. Obrigada pela sugestão, terei que procurar na biblioteca para ver se acho algum :) Agora da Nora Roberts tenho ali o "Luzes do Norte"! E ainda queria ler o "Mentira e Traições"!

      Eliminar
  2. Sim é *.*

    Ainda não li nenhum desses :\

    O próximo que vou ler dela é o "A Cor do fogo" mas ainda tenho de o ir buscar à biblio :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já li esse :) tenho aqui no blog a Resenha, gostei bastante!

      Eliminar
  3. Concordo contigo quanto a este livro. Já o li há coisa de 2 anos, mas sei que é um livro de que gostei bastante e a sua história ainda está bem presente.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Este livro é um dos meus favoritos, poderá ser por ser o primeiro que li dela, mas amei a história e especialmente o Noah :) Mas, basicamente, adoro todos os livros que leio da autora

    ResponderEliminar