quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

[Novidade Guerra & Paz] Eduardo Lourenço: A História É A Suprema Ficção

Eduardo Lourenço: A História É a Suprema Ficção devia ser – e é – um auto-retrato de um dos nossos maiores pensadores. Numa longa entrevista, Eduardo Lourenço fala de si, da sua vida e obra. Mas, de uma forma irresistível, ao falar de si a José Jorge Letria que o entrevista, Eduardo Lourenço prefere ou acaba por falar sempre de Portugal, esse país «ressonhado, reinventado, quase totalmente onírico, aquele que António Vieira imaginou como uma espécie de miniatura, um Portugal império universal do Cristo e depois da Mensagem, que é outra coisa, que é o sonho mais próximo de nós, um país que é uma espécie de Menino Jesus das Nações, como diria Agostinho da Silva.»
Depois do livro de Urbano Tavares Rodrigues, o fio da memória, uma colecção da Sociedade Portuguesa de Autores e da Guerra e Paz Editores, apresenta agora Eduardo Lourenço: A História É a Suprema Ficção, um livro que dá voz, numa entrevista-memória, a um dos maiores pensadores da cultura portuguesa dos séculos XX e XXI. Uma entrevista conduzida por José Jorge Letria.

Reacções:

1 Rabiscos:

  1. graficamente é uma edição da qual se gosta, num primeiro momento, mas depois tropeçam-se em coisas inadmissíveis, por exemplo: a bibliografia de Eduardo Lourenço acaba em 2006....mas ninguém teve o cuidado de ver este erro inadmissível para quem deseja ser bom editor?

    ResponderEliminar