terça-feira, 18 de março de 2014

Crítica Literária - Breaking Sin (Sin #1) de Teresa Mummert

Sinthia wants to escape college unscathed and move on with her plans for a perfect life, but an unlikely friendship with Collin, the resident bad-boy, makes her rethink what she wants.

Eu comparo este livro a uma espécie de versão mais curta do que "Um Desastre Maravilhoso". Talvez um pouco menos radical, mas as semelhanças são enormes tais como: Collin é um mulherengo, bad boy que está com uma rapariga diferente a cada noite, Sinthia e Collin começam a dormir juntos platonicamente tal como Travis e a Abby, o nossa bad boy é muito possessivo e só sabe defender a rapariga com os punhos... Sim, é o Travis sem dúvida! Mas tal como aconteceu com "Um Desastre Maravilhoso" também gostei bastante desta história. Eu gostei da forma como Teresa escreveu o livro, fez-me ficar fixada nele até ao final e se a história fosse mais original seria perfeito.

Sinthia é aquela rapariga que só estuda, não tem vida social, até que um dia a sua melhor amiga a obriga a ir até ao bar e é aí que ela encontra Collin, o maior mulherengo de toda a faculdade. A atração é quase imediata, fazendo com a amizade se desenvolva muito rapidamente. Há cenas muito divertidas durante o livro, gostei da personalidade de cada personagem, mostrando como são os jovens atualmente. O problema é quando a amizade passa a algo mais e Collin magoa Sin, que se acaba por afastar dele e do seu grupo amigos. Mas por quanto tempo será possível ficar longe dele?

O final ficou um pouco aquém das minhas expectativas, eu queria mais, queria ler palavras românticas (sim, eu sou uma romântica incurável!). Não se pode exigir muito da história já que é algo que se conhece e também é curtinha, logo não há muito desenvolvimento. Vamos esperar para ver como corre o segundo volume!


Reacções:

0 Rabiscos:

Enviar um comentário