terça-feira, 5 de agosto de 2014

Crítica Literária - The Proposal (The Proposition #2) de Katie Ashley

In the weeks following Aidan’s betrayal, Emma has tried her best to move on. Ignoring his countless texts, voice mails, and flowers, she isn’t sure she wants to be won back by him. But Aidan isn’t going down without a fight—especially not until Emma lets him reveal the secret of his past that caused him to be so commitment phobic.

But fate intervenes when premature labor forces Emma on strict bed rest for two weeks. Aidan steps forward with a shocking proposal. To prove his love and commitment for her and their unborn son, he will take a leave of absence from work to care for her around the clock. Vowing to guard her heart, Emma reluctantly agrees.

While she is touched by Aidan’s attentiveness and tender loving care, Emma is thrown for a loop by the amorous attentions of ER doctor, Alpesh “Pesh” Nadeen. Pesh is everything Emma could ever want—successful, stable, and ready to settle down and be a husband and father. Pesh wants nothing more than to win Emma’s heart, but she is not sure she’s able to give it.

Her heart may still belong to the very man who broke it—the one who is so desperately trying to win her back.

Com o ínicio do livro, ao sermos jogados de volta à questão que foi deixada de fora no final do primeiro livro, acredito que o leitor tem a seguinte reação: OMG OMG que vai acontecer?!

O livro não avança nada, começamos no exacto ponto onde ficamos na história. Posso ser mázinha, mas adorei o sofrimento de Aidan, o facto de ele não dormir, comer pouco, e tornar-se quase como um vegetal fez com que o arrependimento dele fosse real, mas eu só pensava: "Mereces isso e muito mais!" e esfregava mentalmente as minhas mãos de pura alegria. Sim, eu sei, vou para o inferno!

Neste livro é nos mostrado a história por detrás de Aidan e todo o seu passado que nos faz entender as suas atitudes. Apesar de não querer mostrar, Aidan tem um belo coração que é mostrado com as várias tentativas de conquistar Emma, desde balões, flores, poesia, terapia, miminhos, de joelhos implorando perdão à pessoa amada, acho que ele estava capaz de tudo para ter Emma de volta e tornar-se digno de uma mulher como ela. Emma também tinha problemas de confiança em relação a Ainda, totalmente compreensíveis. Eu como mulher teria feito a mesmo coisa ou até pior. E claro, tanto de um lado como do outro havia falhas.

O enredo foi perfeito e no final o leitor consegue várias explicações. Aidan e Emma são provavelmente um dos meus casais preferidos literários. Fiquei fã desta escritora, as emoções que ela descreve são tão verdadeira quanto as personagens, sendo isto um ponto muito importante como leitora. Sem dúvida, vou continuar a ler mais livros desta autora!

Reacções:

0 Rabiscos:

Enviar um comentário